ato inaugural…

 

ATO INAUGURAL….

 

Hoje resolvi, de uma vez por todas me inserir no mundo dos blogs… Depois de ler o de vários amigos, colegas e literatos…   

Estou de molho, sofri mais um acidente de moto no ultimo dia 09/02/2006,  exatamente tres anos depois do ultimo acidente  ocorrido em 08/02/2003, onde perdi todos os tendões da pé esquerdo e perdi um dedo… e  refizeram o meu pe  porém ainda fiquei com 19 para caminhar. Nao posso mais correr  na areia nem fazer exercicios onde haja necessidade de usar o equilibrio total da minha carcaça…

 As dores das escoriacoes deste novo acidente   sao enormes…. Tive escoriacoes generalizadas no braco direito, esquerdo, barriga, joelho esquerdo e no meu já danificado pé esquerdo, ( acho quepreciso novamente asssistir aquele filme com Daniel Day Lewis ( Meu Pé Esquerdo).

Por falar em dores é notável que nós homens  nao temos a dimensão da dor,  como as mulheres o tem,  geralmente provocada através das cólicas da regra menstrual…. e das contracoes para o parto. Em alguns lugares quando uma mulher chega junto a  uma emergencia médica se dizendo morrendo de dores,   logo lhe  perguntam… a dor que a sra esta sentindo e maior e menor que a dor do parto? E ela diz "bem menor " e ai ele manda ela aguardar sua vez….) Mas para nós os homens  que nascemos para os delirios e delicias do prazer e do gozo em  viver, as dores só nos atingem pelo acaso, ou por provocacao – ferimentos em guerras, esportes e no meu caso em acidentes…

Desta vez eu acho que devido aos crescentes e agora urgentes clamores de minha amada filha, pais, familiares, parentes,amigos, colegas, aglutinados, agregados, aderentes… Vou me divorciar da PODEROSA-  E o nome que botei na minha querida moto suzuki Savage 650CC, nome que coloquei em homenagem a moto do Che Guevara ( Aquela do filme Diários da Motocicleta)….

 

Bem acho que agora o divorcio se tornou necessário para preservar um pouco mais a minha incolumidade física… Pensei   nos disse  Fidel "a maior tarefa de um revolucionário é a autopreservação". Eu vou imitar Jô  Soares que tambem tinha paixao pelas motos, porém teve que vende-la   porque quase morreu em vários acidentes resolvendo vender a sua quano quebro os  dois  bracos de uma só vez e teve que ficar totalmente dependente dos favores de terceiros por bons 3 meses, tendo sequelas até hoje…  

 

E uma decisao dificil… porém  o mundo real  é construído de decisoes.  E para comecarmos o ano novo em reflexoes que eu mando essa           

 

RECEITA DE FELIZ ANO TODO

By Alexandre Guedes

 

Para  um feliz ano todo,  devemos ter:

 

A inteligência de  Karl Marx,

a doçura do Mário Quintana,

a concisão poética milimétrica de Violeta Formiga,

a consciência política de Pablo Neruda,

o rebeldismo de Rimbaud,

a ânsia de viver de Florbela Spanca,

o holismo de Leonardo Boff,

o altermundismo de Emir Sader,

o sentimento do mundo de  Drummond,

a idéia-força de Jesus Cristo, 

a sapiência de Dalai Lama,

a amorosidade de Vinicius de Moraes

o romantismo de Castro Alves,

a ética humanitária de Bertholt Brecht,

o talento de Cecília Meireles,

a loucura criativa de Salvador Dali,

a verdade de Gregório de Matos,

o alter ego de Chico Buarque,

o tirocínio político de  um Che Guevara …..

a inspiração de Mario de Andrade,

o sincretismo baiano em Jorge Amado,

a performática de Madona,

o  charme de Bruna Lombardi… 

a sedução e simplicidade de uma Gisele Bundchen    

a ousadia filosófica  de um Giordano Brunno…

o espanto filosófico de Edgard Moran,

a argúcia.de  Paulo Leminsky…

a simbiose de Férrez

a universalidade de Mozart,

a espacialidade  de Torquato Neto,

o vanguardismo de Nirjinsky e Stravinsky,

o realismo científico  de Augusto do Anjos,

o carisma de Madre Tereza de Calcutá,

a vontade política de um Hugo Chavez,

a virtuose  musicante de Pablo Milanês, 

o despojamento de Madre Sóror Juana de La Inéz,

o altruísmo de Gregório Bezerra,

o canto  militante de Tayguara,

o  desapego ao poder de Mandela,

a perseverança criativa de Frida kahlo,

o embevecimento poético de Felix Contreras,

o humor de Chico Anísio …

o visionarismo de .Noan Chomnsky..

o compromisso histórico de transformação de La Passionária…

a vitalidade de  Fidel Castro ….

a vigorosidade atlética de Pelé,

a  estética arquitetônica  de Oscar Niemayer,

o revolucionarismo de Luiz Carlos Prestes,

a sensibilidade feminina de Olga Benário, 

o ócio criativo de Voltaire,

o humanismo de  Mahatma Gandhi!

 

E  tenha um feliz ano todo!

 

  (João Pessoa, janeiro, verão de  2006 nos meus 44 anos).  

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Olhar Poetico

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s