Educador: semeador e samaritano de um outro mundo possivel…

 EDUCADOR :  SEMEADOR E SAMARITANO DE UM OUTRO MUNDO POSSIVEL

No Dicionário Michaelis :

Professor: 1. Homem que professa ou ensina uma ciência, uma arte ou uma língua; mestre. 2. O que professa publicamente as verdades religiosa.

Educador: adj. e s. m. Que, ou aquele que educa; mestre, professor.

Educar: v. 1. Tr. dir. Ministrar educação a. 2. Tr. dir. Formar a inteligência, o coração e o espírito de: Educai bem vossos filhos. Educai-vos na fé cristã. 3. Pron. Cultivar a inteligência; instruir-se: Esta geração amalucada mal se educa nas lides escolares. 4. Tr. dir. Criar e adestrar animais domésticos. 5. Tr. dir. Aclimar ou cultivar plantas com finalidade ornamental.

Me lembro quando fui pela primeira vez na escola; chorei e não queria ficar, me sentia abandonado pelos meus pais. Porém fui apresentado calmamente à professora e embora me sentindo meio “cachorro que caiu da mudança” , fui ficando meio desconfiado no meio daquele monte de gente que nunca tinha visto antes, e no outro dia já estava tentando me integrar ao grupo, desde essa época já me sentia um outsider.

Hoje vejo a educação muito mercantilizada – unibusiness. As pessoas buscam apenas profissões pelo caráter meramente comercial e uma carreira cujo retorno seja rentável financeiramente.  Por isso vemos muitos profissionais trabalhando  sem a menor vocação profissional – inclinação ou talento. E tome infelicidade!.

Em nosso tempo presencial passamos 80%  de nossa vida laborando, e fazer o que não gosta vira um fator de enfermidade e morbidade.

Os alunos do ensino privado vêem o ensino como uma mercadoria agindo como se estivessem em um supermercado  para com os educadores, tratando-os de forma desrespeitosa e arrogante, comportando-se como um cliente ,  agindo no processo de aculturação, com ações e discursos supremaciantes  e subestimadores…   

Vemos o erro  de advogados e médicos,  que direcionam  e até exigem que seus filhos se tornem “herdeiros”de seu escritório e consultório com a  clientela. Isto sem falar de membros do Ministério Publico e Judiciário com suas práticas  nepostistas…  E haja profissionais com cara mau-humorada, de quem tem “prisão de ventre”, ressacado ou  se sentindo um “estranho no ninho”.

Uma característica brasileira que me fascina é o grau de  coerência,  exigibilidade e eficiência que se requer dos jogadores de futebol, do técnico e dos carnavalescos visando  ganharem troféus em momentos de raro prazer no laser. O desafio é nos educar para  termos o mesmo grau de exigibilidade para com os gestores públicos, políticos e seus partidos.     

Quem só  faz o  que gosta, geralmente gosta do que faz e faz bem feito.  E o educador é o alimentador/semeador fundamental neste processo de empoderamento do,  nosso povo rumo a um outro mundo possível com respeito a dignidade humana,  a diversidade e ao direitos humanos.     

COMO CONTRIBUIÇAO A REFLEXAO DO PAPELDO EDUCADOR CITO ALGUMAS FRASES E PENSAMENTSO QUE ME CHEGARAM POR EMAIL NESTE DIA DO PROFESSOR DE 2008.

“Professor é o sal da terra e a luz do mundo.

 Sem vós tudo seria baço, e a terra escura.

 Professor, faz de tua cadeira a cátedra de um mestre.

 Se souberes elevar teu magistério, ele te elevará à magnificência…

 ….. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.

O  Melhor professor nem sempre é o de mais saber e, sim, aquele que, modesto, tem a faculdade de manter o respeito e a disciplina da classe.

(Cora Coralina)

 Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.

 A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda.

(Paulo Freire).            

                                          "Há pessoas que nos falam e nem as escutamos,

há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam mas

há pessoas que simplesmente aparecem em nossa vida

e nos marcam para sempre"

(Pensamento – Cecília Meireles)

"Se as coisas são inatingíveis… ora!

Não é motivo para não querê-las…

Que tristes os caminhos se não fora

A mágica presença das estrelas"

(Das Utopias – Mario Quintana)

 

"(…) Ele me ensinou quase tudo o que sei: não só o tesouro oculto nas páginas de cada livro fechado, não só a maravilha de cada pequena ou grande descoberta, não só a comunhão com autores e leitores, mas a sabedoria da vida cotidiana."

"(…) Esse é o verdadeiro mestre: o que não castiga mas impele, o que não doutrina mas desperta a curiosidade e a acompanha, o que não impõe mas seduz, o que não quer ser modelo nem exemplo mas companheiro de jornada (…)"

(Lembro-me dele – Lia Luft)

Certa vez, estando Jesus a ensinar, "eis que se levantou um doutor da lei e lhe disse, para o experimentar: – Mestre, que hei de fazer para alcançar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: – Que está escrito na lei? Como é que lês? Tornou aquele: – "Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, com todas as tuas forças e de toda a tua mente; e a teu próximo como a ti mesmo". – Respondeste bem, disse-lhe Jesus . Faze isto, e viverás. Mas ele, querendo justificar-se, perguntou ainda: – E quem é o meu próximo? Ao que Jesus tomou a palavra e disse: Um homem descia de Jerusalém a Jerico e caiu nas mãos dos ladrões que logo o despojaram do que levava; e depois de o terem maltratado com muitas feridas, retiraram-se, deixando-o meio morto. Casualmente, descia um sacerdote pelo mesmo caminho; viu-o e passou para o outro lado. Igualmente, chegou ao lugar um levita; viu-o e também passou de largo. Mas, um samaritano, que ia seu caminho, chegou perto dele e, quando o viu, se moveu à compaixão. Aproximou-se, deitou-lhe óleo e vinho nas chagas e ligou-as; em seguida, fê-lo montar em sua cavalgadura, conduziu-o a uma hospedaria e teve cuidado dele. No dia seguinte, tirou dois denários e deu-os ao hospedeiro, dizendo: Toma cuidado dele, e o que gastares a mais, pagar-te-ei na volta. Qual destes três se houve como próximo daquele que caíra nas mãos dos ladrões? Respondeu logo o doutor: – Aquele que usou com o tal de misericórdia. Então lhe disse Jesus: Pois vai, e faze tu o mesmo" ( Lucas, X, 25-37 ).

“Ensinar é um exercício de imortalidade… pois de alguma forma continuamos a viver naqueles, cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia das nossas ações…” (Rubem Alves)

 ‘Formar cidadãos não é questão de dias… é preciso educá-los desde crianças’ (Rosseau)

  “ Professoras e Professores, que, reconhecendo o fato de que ensinar não pode ser compreendido como transferir conhecimentos, constroem, junto aos educandos, em um permanente processo interativo de ensinar-aprender-ensinar, um conhecimento fundado na experiência concreta do dia-a-dia, no respeito ao outro, no reconhecimento e na valoração das diferenças, das diversidades.  Que cientes da incompletude e na autonomia dos Seres Humanos, estimulam o aprendizado a partir do exemplo, da ética e do respeito.” JB Neto.

 

SOU UM PROFESSOR                                                  

 

                                                      JONH W. SCHALATTER

     Eu sou um professor. Nasci no primeiro momento em que uma pergunta saltou da boca de uma criança. Tenho sido muitas pessoas em muitos lugares. Os nomes daqueles que exercem minha profissão constituem uma galeria de fama da humanidade: Paulo Freire, Montessori, Emília Ferreiro, Moisés, Jesus.

     Sou também nomes e rostos que já foram esquecidos, mas cujas lições e caráter serão lembrados para sempre nas realizações dos que educaram.

  Já chorei de alegria em casamentos de ex-alunos, ri de felicidade pelo nascimento de seus filhos e me quedei de cabeça  baixa ante a sepulturas cavadas cedo demais para corpos jovens demais.

    No decorrer de um dia fui chamado de artista, amigo, enfermeiro, médico, treinador; tive de encontrar objetos perdidos, emprestar dinheiro; fui psicólogo, substituto de pai e mãe, político, e guardião da fé.

     Apesar de mapas, gráficos, fórmulas, verbos, histórias e livros, na verdade não tive nada a ensinar aos meus alunos porque o que de fato eles têm que aprender é quem eles são . E é preciso um mundo para ensinar a uma pessoa quem ela é.

    Sou um paradoxo. Quanto mais escuto, mais alta se faz minha voz ouvir. Quanto mais estou disposto a receber com simpatia o que vem dos meus alunos, mais tenho para oferecer-lhes.

    Riqueza material não faz parte dos meus  objetivos, mas sou um caçador de tesouros, à procura de novas oportunidades para meus alunos usarem seus talentos e buscando descobrir seu potencial, às vezes enterrado sob o sentimento do fracasso.

    Eu sou o mais afortunado dos trabalhadores. Um médico, uma vida ao mundo num momento mágico; a mim é dado cuidar que a vida renasça a cada dia como novas perguntas, melhores idéias e  oportunidades. Um arquiteto, se construir sua obra com cuidado, sabe que ela durará séculos, um professor sabe que se construir com amor, sua obra com certeza durará para sempre.

    Sou um guerreiro que luta contra a pressão de colegas, a negatividade, o medo, o conformismo, o preconceito, a ignorância, a apatia. Mas tenho aliados como: a inteligência, o apoio dos pais, a criatividade, a fé, o amor e o riso.

    Tenho passado rico em recordações.

     Tenho um presente desafiador, cheio de aventuras e alegrias, porque me é dado passar os dias com o futuro.

    Sou professor… e agradeço a Deus por isso todos os dias.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Não categorizado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s