A DIALETICA NA POLITICA- PARAIBANA…

A DIALÉTICA NA POLITICA –  (PARAIBANA)…

“A política, do  Grego: politiká: Entende-se por este nome várias
coisas, precisamente; 1º : a doutrina do direito e da moral; 2º : a teoria do
Estado; 3º : a arte ou a ciência  do
governo; 4º : o estudo dos comportamentos intersubjetivos. (in Dicionário de Filosofia,
p.742 – 744, 2ª Ed. Ed. Mestre Jou, S. Paulo – 1982.)

Política:  (assuntos sociais ou
estatais), atividade desenvolvida no campo das relações  entre os grandes grupos sociais , classes,
nações e estados. É a organização  do
poder de Estado,  a participação nos
assuntos públicos, as formas,  as tarefas
e o conteúdo  das atividades do Estado.
Qualquer problema toma um caráter 
político se a sua solução Poe em causa os interesses de classe, o poder
de Estado.  Segundo Lenine “a política é expressão
concentrada da economia,  a expressão dos
interesses vitais, sociais, e econômicos das diferentes Classes”. Mas por outro
lado, possui uma relativa independência e exerce uma influência, progressista  ou reacionária, sobre a economia e as outras
esferas da vida social. Subestimar a atividade política é geralmente deixar as
coisas correr, encorajar  a
passividade.  Pelo contrário, o desprezo
das exigências da economia, uma fé cega  na onipotência  da política, conduzem  muitas vezes ao subjetivismo, à arbitrariedade
ao aventureirismo  e levam ao fracasso em
política. Numa sociedade dividida em classes antagônicas, a luta política entre
elas é o motor  do seu
desenvolvimento.  As classes condenadas
pela história  praticam uma política reacionária,
empenham-se  em retardar o progresso da
sociedade.(…).  (In. Pequeno Dicionário
Político p. 331-332, Ed. Progresso, Moscou, 1984.

 Em apertada síntese:  é a arte de relacionar-se com as mais diferentes
classes sociais e  seus interesses;  preservando princípios programáticos,  em busca de aumentar a correlação de forças em
uma coexistência pacifica, na busca do socialismo, liberdade e a paz.    .
 

Um olhar criticista sobre a política, se 
faz necessário tecer  analíticas
contextualizadas historicamente, amparadas no  materialismo histórico e
dialético. Que deve-ser também, desprovida de mágoas e qualquer emotividade ou
interesse pessoal.
As leis da dialética afirmam que:

– Da quantidade vem a qualidade. Não devemos deixar a aparência
atropelar a essência…

Existe as contradições antagônicas e 
não antagônicas. Água e álcool  possibilitam ao se misturar uma contradição não
antagônica. Água e óleo simbolizam uma contradição antagônica pois nunca se misturam
.
Existe aliado permanente (estratégico) e aliados eventuais ( Táticos).
Simbolizado analogicamente pela água e o álcool… Os inimigos são simbolizados
pela água e o óleo,  pois nunca  se
misturam…

Ao analisar a política na Paraíba vou apresentar algumas premissas para
depois argumentar sobre a realidade objetiva:

Historicamente algumas posições 
políticas de lideranças  no Brasil
foram tomadas com alto conteúdo de 
racionalidade política. O caso mais exemplarizante  foi o de LUIZ .CARLOS. PRESTES que durante a
Ditadura de Vargas (1930-1945), este enviou sua mulher – Olga Benário,  ainda grávida de Anita Leocádia, para os
campos de concentração nazistas onde Anita veio a ser libertada após uma longa
campanha internacional, e Olga sua mãe,  foi assassinada nas câmaras de gás. No entanto,
 anos depois Prestes,  um homem de Partido-PCB  e portanto fiel e correspondendo  às posições da maioria do seu partido, nas
eleições em que Vargas disputou para a Presidência  – (1951- 1954) foi aos palanques apoiá-lo,  naquela 
época tal apoio à Vargas simbolizava uma contradição não antagônicas,
com  alinhamento das forças mais avanças do
nacionalismo em  defesa dos interesses
nacionais contra o inimigo comum que representava  o  Entreguismo
da aliança da burguesia brasileira com setores de interesses econômicos
externos.

Hoje nacionalmente,  os aliados
permanentes do PT-LULA são o PCdoB, PDT, PSB ,PCB todos socialistas. Alianças não
antagônicas com aliados permanentes.
Os aliados eventuais, também   são do campo democrático e vieram
apoiar o projeto do  PT-LULA – PMDB, PRB,
PV, PTB. Alianças não antagônicas com aliados eventuais)
Os inimigos desse projeto são da Direita PSDB-DEMOCRATA-PPS- e da Extrema
Esquerda PSOL- PCO- PSTU e outros  que não lembro… ( os extremos opostos
se atraem, pois a vida e os  processos são cíclicos e espiralados  e  não
lineares).  As alianças com estes são absolutamente Antagônicas.  
Prestes dizia que "Eleição só se ganha  com voto, venha ele de onde
vier…"
A Política não é exercida com maniqueísmos, os bonzinhos de um lado e os
mauzinhos do outro. Eles sempre trocam de posição dependendo da
contextualização histórica e as circunstancias políticas.  Lembro do filme Dr. Jivago, baseado no livro
homônimo  de Boris Pastermak que
retratava os conturbados tempos da Revolução Russa, ele da elite Russa –
médico, ético,humanista. Foi perseguido e imolado no processo revolucionário
 por um picareta que ele impediu de cometer um estupro a uma moça,  porém 
no processo revolucionário,  este
se tornou comissário do povo e chegou a ser Ministro de todos os Sovietes,
tendo inclusive de forma impensável, ajudado Dr. Jivago em circunstancias
adversas … É às vezes a ajuda aparece de onde menos esperamos.         

Tal inferência cabe para os dois lados, Maranhão(
Lula) (contradição não antagônica com aliados eventuais)   e Ricardo
Coutinho -RC (PSDB-DEM-Serra). RC   faz-de-conta que está com Dilma,
no entanto   em sua chapa  tem 2 candidatos a senadores e
deputados da base oposicionista  (PSDB-PPS-DEM) e inimiga da  base
aliada ao Governo Federal do PT/PMDB…  ) Sendo 
uma aliança absolutamente antagônica ao projeto  de combate ao neoliberalismo e contra dos
interesses nacionais.
Acontece que o Grupo de RC  tinha outras opções  para seguir
 rumo ao Palácio da Redenção,
.Reconheço que ele foi o melhor prefeito que JP
teve nos últimos 30 anos. Seu erro foi ambição desmedida pelo poder, pois
deveria ter terminado seu mandato e teria ainda 2 anos para organizar o seu
partido nos municípios, tecer alianças e disputar em 2014 o Gov. do Estado ,
porém atropelou  o processo por superestimação
de sua gestão.  Sua empáfia e arrogância, aliado a falta de uma boa
assessoria política,  que pense dialeticamente os processos, o que  o levou a esta situação de indigência
eleitoral.

Porém  RC escolheu a equivocada  posição tática,
 visando um objetivo estratégico de
chegar ao palácio da Redenção,   de
apoiar  candidatos do DEM-PSDB o que infelizmente o desqualificou,  descaracterizou e  descredenciou para ser a voz da unidade das
esquerdas na PB.

Ao   se tomar  uma posição
política  tem-se  que ter como premissa principal e fundamental a
"correlação de forças",  verificando quem tem mais força motriz
naquele momento histórico rumo às mudanças  e as possibilidades futuras…
No caso de RC  ele subestimou e  relativizou  todos os
princípios que nortearam a sua trajetória,  por um objetivo tático
(eleitoral), inviabilizando-se  junto aos
seus companheiros e aliados permanentes,  a conquista do seu objetivo
estratégico.

Sabemos  que
na busca do entendimento  tem que existir
o  dialogo  visando um objetivo
maior – estratégico. Historicamente tem o caso da união de inimigos históricos
visando um objetivo tático comum, derrotar um inimigo comum…  O acordo
firmado entre a URSS– Stálin; EUA – Roosevelt e Inglaterra
– Churchil, que resolveram colocar de lado as suas diferenças
ideológicas e de modelo de sociedade,frente ao perigo comum de serem dizimados
pela aliança – Alemanha- Japão – Itália. O resultado dessa aliança foi a
derrota do projeto Nazifascista e a vitória dos aliados.

No Caso de RC, ele desde março deste ano,
 está com em conluio com a oposição ao projeto do governo LULA e 
todos os seus projetos estratégicos..REFORMA AGRARIA, URBANA, POLITICA,
PRE-SAL, PREVIDENCIA, JUDICIARIO ETC…indo contra até o seu partido – PSB –
 que é aliado permanente do Governo LULA/DILMA… . que sacrificou até uma
possível  candidatura a presidência – CIRO GOMES, para fortalecer esse
projeto de poder.

RC  ainda quer que Lula deixe de declarar o
seu voto e fazer campanha para o candidato ao Governo do Estado – Maranhão –
seu aliado eventual – PMDB, que inclusive tem a Vice-Presidência na chapa de
DILMA…  para fazer jogo duplo com ele… é muita imaturidade
política. 

É por isso que não basta votar em Maranhão & Dilma,
representantes no Estado e Federal,   deste novo Brasil em crescimento. É preciso
eleger também deputados e senadores comprometidos com essas mesmas idéias e
bandeiras. Para que não seja eleita uma bancada oportunista e fisiológica como
a que lula enfrentou durante todo o seu governo

RC tem dificuldades crescentes de dialogar com os
companheiros e aliados permanentes, desde que era uma minoria dissidente dentro
do PT, até que saiu. E  já no PSB nos
últimos 2 anos vem  perdendo todos os
seus aliados à esquerda,  por personalismo, intransigência e intolerância.
Se "acha" o dono da verdade. Preferiu se aliar aos inimigos políticos
ao invés de aliados permanentes ou eventuais. E isso é uma posição política
taticamente equivocada que o levará para o suicídio político ( infelizmente).
Porque nós da  esquerda paraibana levamos 30 anos para construir ele como
uma alternativa viável para as mudanças necessárias neste Estado. No entanto,
 ele começou em março do ano passado a dirigir o Trem em marcha  ré e
na contra-mao…sendo ele o maquinista… aonde ele vai parar?  Todos já
vimos esse filme antes….
Sem querer  subestimar  a  memória dos leitores… "Todos" os
aliados dos Cunha Lima que traíram os seus compromissos com as  bases de
aliados eventuais e permanentes foram para o limbo da história…lembra de
Felix Araújo e Cozete Barbosa em Campina Grande e Chico Lopes aqui na capital? Com
Ricardo vai acontecer o mesmo. Depois  que o usarem vão jogá-lo feito um
produto descartável.. Basta apenas que ele perca estas eleições .

A militância que o acompanhava sempre –( e eu era
um deles!), está com vergonha de fazer campanha para inimigos históricos… que
depois vão em uma eventual  e difícil vitória os trair e sabotar a gestão
…. Igual a fábula do sapo e do escorpião …

“ Em uma ilha habitada por todos
os bichos, eles foram surpreendidos por uma enchente;  então o Leão
determinou que os bichos nadadores levassem um outro que não sabia nadarem suas
costas para a travessia.  Todos conseguiram um parceiro e se foram, mas
ninguém queria levar o escorpião.  O sapo relutou  em o  levar
mas foi vencido pelo argumento do escorpião  de que  “Vc acha que eu
iria lhe matar eu não sabendo nadar, para morrermos juntos?  Tomou a
decisão de lhe levar, no entanto,  no meio da travessia para a terra firme
o escorpião não se agüentou e deu uma ferroada no Sapo com seu mortal veneno,
…. o sapo já  não se agüentando do cansaço e agora naufragando motivado
pela ferroada ainda lhe pergunta: mas por quê você fez isso se ambos vamos
morrer? E o escorpião responde: “é a minha natureza, não  posso fugir
dela” … 
  
         

Lula não tinha a maioria no Congresso e teve que
negociar e fazer concessões em torno de objetivos estratégicos que hoje vemos
acertados…Sabemos do grande problema nacional dos cidadãos votarem em pessoas
e não em candidatos de partidos da situação ou oposição… votam pela emoção e
não pela razão objetiva. E o resultado é esse ai do que foi o governo LULA, por
isso na eleição de Dilma não podemos cometer o mesmo erro,  o voto tem que
ser em chapa fechada.

RC não precisava fazer isso. Ele tinha prestigio e
tempo, conquistado durante 30 anos de militância que contribui e participei . A
precipitação  lastreada por sua “deformada”personalidade política o levou
a esse erro histórico. Agora temos que começar a construir  uma outra alternativa pois RC está
colhendo  com sua iminente derrota,  os frutos  das sementes que
plantou…
 O seu  “coletivo” que tinha algum conteúdo ideológico  voltou
para casa – PT,   ou os que são  obrigados – comissionados –
cruzaram  os braços na campanha,  porque  não dá pra ficar
trabalhando em  uma campanha   desse tipo,  com os braços
fora de outro lugar que não seja o “nariz”….Pois ele  podia, mas não
devia,  estar tão mal acompanhado desse jeito… Mas foi ele que
decidiu  tudo com seu estilo  autoritário e arrogante de fazer as
coisas da política… E quem o conhece não o compra..

Infelizmente é assim:  algumas pessoas no
processo histórico se “formam” outras se “deformam”…  Sempre teremos
exemplos disso…

Pois  RC  com suas atitudes
personalistas, e sua tática eleitoral em fortalecer a bancada inimiga – de
deputados e senadores  em  um futuro governo Dilma, que 
contribuição o Ricardo está dando para esse projeto nacional? Não passa de um
traidor desse projeto. Existe outro nome mais “doce”?

Finalizo dizendo que apesar de ter sido vitima dele
no processo, lhe digo de coração aberto e mente limpa de rancores,  não
tenho nada de pessoal contra ele,  mas
politicamente sim. Pois se tivesse me aliado a seu projeto de poder  estaria muito bem obrigado…. Mas aprendi com
lideres do naipe de Prestes/Gregório/Che Guevara/Fidel/Mariguela/Lamarca/Lenine/Martí/Bolívar/Marx-Engels…
Que você pode negociar tudo, menos os  princípios que norteiam a sua
vida….

Retroceder jamais!

Avançar Sempre!

João Pessoa, Paraíba, Brasil – 11-09-2010.

Deixe um comentário

Arquivado em Não categorizado

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s